domingo, 15 de julho de 2012

Eu etéreo

Sei lá menina, vezenquando eu sinto uma aura, uma presença, um sentimento de mim mesmo maior que aquele de todas as horas; isso me preenche, me deixa pleno, silencia a mente, cala os meus desejos, balsamiza os problemas. Sinto apenas uma força transbordante; gosto de estar nela, nada mais me importa quando estou ali, quando sou ali.

2 comentários:

  1. Senti poeta na corda tripla. É silêncio que vezenquando transborda!

    ResponderExcluir
  2. Nós estamos sendo: pelo avesso. Eis a senha que abre o portal do nosso extremo.

    ResponderExcluir